Início

Miniaturas em cortiça - o imaginário de Henrique Barroso


As peças do Imaginário de Henrique Barroso afectam-nos de vários modos. Não só deparamos com a miniatura de um Mundo em cortiça, como percebemos existir uma forte relação entre o objecto que temos na frente e as memórias e vivências que o próprio Henrique Barroso detém.

Estas memórias e vivências, colocadas à escala de objectos, combinam-se para criar um imaginário próprio. Um Mundo reduzido. Passível de ser melhor compreendido e vivido.

E o Mundo é, aqui, o que se encontra à nossa volta. O que se vive. O que nos espanta. O que desejamos e nos mostra os nossos limites.

Daí que o processo criativo destas peças surja de formas muito simples de imitação ou recriação episódica de situações do quotidiano.

As miniaturas que hoje Henrique Barroso produz com muita seriedade, resultado de uma paciência que lhe é inerente, traduzem-se numa grande variedade que podemos agrupar em temas que vão desde natureza, brinquedos, ofícios tradicionais, objectos figurativos vários, objectos de uso diário – tudo miniaturizado.

Muitas das peças realizadas são o reflexo de exercícios de memória, calmos momentos de introspecção que efectua diariamente, ou de momentos de uma atenta observação da realidade televisiva ou apresentada em revistas, materializando as mais diversas situações ligadas ao meio rural, ao futebol e à música...

Do folheto divulgativo da exposição

 
Actualizado em Terça, 12 Janeiro 2010 09:53